Viaje Com Um Fotógrafo: Nova York - Marcelo Mattos

Viaje Com Um Fotógrafo: Nova York

Tudo começou em Nova York.

1 mês de namoro. Era o tempo que estávamos juntos quando ao notar uma promoção de passagens, olhei para o Marcelo e disse: Vamos para Nova York? Ele assustado, olhou o preço e sem pensar muito, disse: vamos!

Para mim viajar sempre foi assim: um impulso, uma vontade intensa que vem de dentro e não tem hora para aparecer, nem muito o que se pensar... O Marcelo, sempre mais cuidadoso, pela primeira vez mergulhou comigo sem analisar muito o cenário e 05 meses depois lá estávamos nós iniciando aquela viagem que se tornaria um marco da união de nossos dois grandes amores: viagens e fotografia! Sim, ali em Nova York nasceram, sem que tivéssemos ideia, dois fotógrafos.

Ele queria fotos artísticas, eu queria postar fotos bonitas no Instagram . E foi ai que decidimos comprar nossa primeira câmera: a Canon T3. Marcelo na Gopro e eu na T3, mergulhamos na Big Apple de corpo e alma, tentando eternizar (no automático e sem nenhum conhecimento técnico) cada segundo daquele sonho.

Foi uma semana intensa, corrida (literalmente!) e quase sem dormir para viver ao máximo cada oportunidade que essa cidade sensacional pode oferecer!

Ficamos hospedados na 7th avenue, área mais turística impossível e olha... valeu cada centavo! Claro que os mais descolados vão exaltar o quanto é cool ficar no Soho ou em algum ap no Brooklyn. Mas, veja, por mais que esses lugares sejam sensacionais para se hospedar, queríamos mesmo sentir a experiência de ser turista em NY, caminhar duas quadras e dar de cara com toda aquela poluição visual linda da Times Square, fazer uma foto cafona na escadaria, ou ainda, seguir em direção oposta para um bom passeio no Central Park!

Nosso hotel, Welligton, atendeu às expectativas. Apesar de antigo e quarto pequeno (padrão NY), o metrô na porta e a proximidade aos principais pontos turísticos fazem valer a estadia.

Quanto às dicas de NY, não vou aqui fazer um roteiro desnecessário que pode ser encontrado em qualquer site de viagens muito melhor que o nosso (te amo, Rick*) e sim, relatarei algumas experiências inesquecíveis para ser um bom turista na Big Apple!

1) Primeiro de tudo: caminhe ou pegue um metrô! Mergulhe fundo nessa experiência! NY te oferece o mundo a poucos passos de qualquer lugar e acredite, a vida lá passa muito rápido para ser gasta num táxi de um árabe qualquer! Para os que morrem de medo do universo de linhas que lá encontramos, acreditem: é o metrô mais fácil do mundo! Quer uma dica? Veja o nome da rua em que você está, se quiser ir para uma rua de número maior siga para Uptown, número menor Downton. É assim mesmo, ridiculamente fácil!

2) Vá à Broadway e não assista o Fantasma da Ópera! É lindo? Sim! É um clássico? Claro! Você vai dormir? Com certeza, meu amigo! É isso aí, por mais fantástico que seja ( e é!) existem forças sobrenaturais que, não importa o quanto você ame e entenda (ou não) as músicas, te farão dormir no Fantasma da Ópera! Escolhe outro show, vai por mim, dormir em dólar, por mais romântico que seja, dói no bolso.

3) Não tenha pressa! Você vai querer saber: posso passar 4 dias em NY? Pode, claro! Mas é estritamente não recomendado! Acredite, ali não é um lugar apenas pra se dizer que foi e praticar um turismo enlatado. Tire ao menos uma semana por lá. Aproveite para sentar em um parque e observar como vivem os Nova Iorquinos apressados, acorde tarde pelo menos uma vez e se delicie em um brunch... saia um dia ao menos sem GPS e caminhe... Perca-se e se encontre (nós, por exemplo, nos encontramos num brechó maravilhoso em algum lugar que eu jamais saberei dizer onde é)!

4) Economize nos museus. Em NY os museus possuem um sistema de taxa sugerida onde você "paga quanto acha que vale" (com exceção do Madame Tussauds) e para nós, humildes brasileiros do dólar a quase R$ 4,00, isso faz uma diferença enorme no orçamento. Não se preocupe se vão te achar um brasileiro pão duro e sem cultura por pagar 1 dólar pra entrar no Museu, de qualquer forma, eles já pensam isso e só quem já viveu a lida de olhar o câmbio diariamente e rezar pela queda, sabe o que estou falando.

5) Existem milhares de restaurantes em NY, por isso, aí vai uma das dicas mais preciosas: esquece a dieta, cara! Quando que você vai poder viver essa experiência de novo? Já pensou nisso? Coma sem culpa e seja feliz! Não vou dizer os melhores restaurantes aqui porque para isso existe o Tripadvisor, mas direi os dois lugares mais inesquecíveis para nós.

O primeiro é o Max Brenner. Nosso restaurante preferido, tão maravilhoso que mereceu mais de uma visita! Não deixe de pedir um "really cheesy really crunchy mac and cheese", não importa se for no café da manhã, almoço ou jantar. De nada, tá?

O segundo, é o melhor hambúrguer de NY. Os desavisados vão te dizer que é o Shake Shack, mas felizmente eles estão errados e para isso existe o Burger Joint! Você vai ver uma fila enorme dentro de um lobby de um hotel, vai pensar em desistir, vai pensar que tô exagerando, mas meu amigo, acredite, vai valer a pena! E a fila nem demora tanto assim ;)

6) Por último e não menos importante: fotografe! Fotografe muito! Com o celular, com a câmera, com a gopro e principalmente, com os olhos! Para de se preocupar tanto com as selfies que vão render muitas curtidas.. Tire algumas e depois fotografe com o olhar. Poucas cidades são tão fotografáveis como NY, por isso, aproveite esse momento para enxerga-lá de verdade e eterniza-lá na imagem e na sua mente! Saia da frente e olhe por trás da câmera, depois guarde a câmera e aprecie sem qualquer moderação. Exercite seu olhar fotográfico e quem sabe não nasce aí do outro lado um novo apaixonado por fotografia, como nasceram dois daqui desse lado.

NY é assim, uma gringa estilosa que ama e merece ser notada!


Tay Costa

Powered by SmugMug Log In